segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

2013, ano horribilis



Não sei bem o que desejar para 2013, as perspectivas são de tal forma negras, que os votos de saúde são os únicos a que com realismo podemos aspirar.  Por isso desejo a todos um ano com muita saúde e força para corrermos com os agiotas e os seus representantes no Governo da Nação.

domingo, 30 de dezembro de 2012

Quarenta anos é obra



Se houve  acontecimento decisivo na formação da minha consciência política,  foi certamente o Golpe de Estado militar de Pinochet com o apoio expresso dos Estados Unidos da América, que derrubou o governo legítimo do Chile, o assassínio de Salvador de Allende e em particular o de Vitor Jara pela  crueza e violência bárbara com que foi consumado. O cinema particularmente o filme "Chove em Santiago", deixou-me à época uma impressão marcante que perdura até hoje. É revoltante ter decorrido quase 40 anos para um juiz finalmente processar os assassinos.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Assim não!


Não passaria pela cabeça ao careca, mas pelo que se vê passou pela insegura cabeça de Seguro, aprovar  esta aberração cosmética que só beneficia o governo. Fica desde já declarado que não não será com o meu voto que alguma vez chegará ao poder. Se não sabe fazer melhor, dê lugar a outro. Vá dar banho ao cão.

sábado, 22 de dezembro de 2012

A todos um Bom Natal




A todos que por aqui passam,  votos de Boas Festas e de um Bom Ano, se é que isso será possível, que as coisas estão mesmo pretas. Bem hajam a todos pela vossa companhia.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Cada dia mais tristes



É hoje decidido em Conselho de Ministros a venda da TAP. Os portugueses arrastam-se "estupefactos de deprimidos", perante o desmoronar de todos os seus simbolos mais queridos. É aterrador. 

Adenda: por uma questão de "garantias", não se riam,  coisa e tal, ainda não foi desta. Há que continuar esta luta.

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Mas as crianças Senhor....?



"A matança na escola de Newtown já teve três respostas fulminantes. A primeira, mais um belo discurso de Barack Obama, como só ele, e até com sinceras lágrimas. A segunda, de Mike Huckabee, ex-candidato a candidato republicano à presidência e atual comentador da Fox, que explicou as causas do tiroteio assim: "Expulsámos Deus das nossas escolas, agora..." E a terceira, com a campanha de assinaturas para que - sentem-se, por favor - para que se acabe não com as armas, mas com a proibição das armas nas escolas. Lógica da Gun Owners of America, a associação de defensores de armas que começou já a recolher assinaturas: se os professores estivessem armados teriam impedido Adam Lanza de atirar. Resumindo as três respostas: a América está tramada e só lhe resta esperar pelo ataque seguinte. Se as próximas vítimas forem às centenas e num berçário - isto é, com um salto quantitativo significativo de horror - talvez, mas só talvez, haja uma mudança no maioritário pensar retorcido dos americanos sobre as armas. Newtown, 27 mil habitantes, tem uma loja de armas, fica num país com 9369 mortos por tiro, em 2010 (Canadá: 144) e é terra de Adam, 20 anos, que se passeava com duas pistolas, Sig Sauer e Glock, e um rifle de calibre 223 (para caça pesada), legalizadas pela sua mãe, que trabalhava na escola. Segundo o desejo da Gun Owners of America, os futuros Adam podem ir buscar as armas ao cacifo da mamã, na própria escola a chacinar."

Ferreira Fernandes, "América desarmada pelo gatilho fácil"

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Miserável


Não será certamente com estes empresários sem vergonha de pagar 43 cêntimos à hora, aproveitando a situação precária de trabalhadores desempregados em situação de desespero, que o país sairá da crise. Que o IEFP colabore neste esquema aviltante é ainda mais escandaloso.  Suponho que seja este o conceito de caridade muito pregoado pelas jonets que hoje dominam no país.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Bic laranja, Bic cristal



"O melhor que os portugueses competentes [com menos de 40 anos] têm para fazer é votar com os pés [emigrar]"

O homem do BIC, não quer ficar a dever, no que à verve concerne, ao homem do BPI,  duas escritas à vossa escolha....

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Requiem pela Europa?



"Hoje, a Europa divide-se entre fadiga e agonia. Há três razões que convergem para que a lucidez resvale para o lado menos luminoso. A primeira é o divórcio existente entre aquilo que as sociedades civis exigem e aquilo que os governos europeus oferecem. Os europeus pedem emprego, justiça social, combate à corrupção, melhor ambiente, proteção para o futuro dos seus filhos. Os governos nacionais europeus são incapazes, até, de construir a escala europeia onde essas políticas poderiam ser gizadas. Limitam-se a oferecer o rosário da austeridade e da recessão. A segunda é o choque de narrativas sobre a origem da crise. De um lado o "moralismo" dos credores. Do outro, a crítica aos defeitos estruturais da Zona Euro, que obrigaria a mudanças profundas nos Tratados. Sem acordo na explicação das causas não é possível haver entendimento para desenhar uma saída deste labirinto. Isso conduz à terceira razão para preocupação: o único país com condições para liderar a saída da crise, a Alemanha, tem combatido ou chegado atrasado a todos os tímidos ensaios para resolver os perigos da fragmentação do mercado da dívida pública e a hemorragia do sistema bancário e financeiro europeu.
Foi a longa e arrogante incompetência das elites políticas e burocráticas nacionais, sobretudo em Paris e Berlim, que conduziu a Europa a este nó cego: uma crise sistémica europeia sem resposta europeia! Uma crise agravada por respostas eivadas de miopia nacional, que se anulam, até tecnicamente, umas às outras. Serão os cidadãos capazes, debaixo da tempestade, de inverter o atual rumo desastroso, que enfraquece a Europa e subverte a democracia? Ou estaremos condenados, como Sísifo, a deixar cair o mármore da paz e da justiça pela montanha abaixo? Como se num século de guerra, barbárie e arrependimento não tivéssemos aprendido nada?"

Viriato Soromenho Marques, "A crise Europeia: pode o futuro não ser ontem?"


A banda portuguesa Oquestrada toca na cerimónia da entrega do prémio. Como de costume, les portugais sont toujours gais.

fonte

domingo, 9 de dezembro de 2012

O quê que Oeiras tem....?


Isaltino e eu temos a mesma audácia.  Se ele o diz quem somos nós para duvidar. Moita abandonou Santarém  a meio do mandato deixando-a com um dívida colossal para vir cair de pára-quedas em Oeiras. Esta gente não tem onde cair morta?, esta gente não tem vergonha? às acusações de que nada conhece de Oeiras responde: - "A maior parte das pessoas que diz isso não me conhece ou conhece apenas porque desejavam ir à televisão e não vão porque não têm visibilidade. Quem diz isso não sabe o que é que eu tenho feito. Eu já percorri Oeiras duas vezes a pé". Além do mais é cabotino, porca miséria...!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Lei RATA



"A lei votada na Assembleia da República é uma listagem de reconfigurações territoriais indesejadas e inoperantes, que não pouparão um euro ao Estado, mas criarão milhares de euros de despesas aos cidadãos."

Esta maioria tem como única missão o camartelo político. O registo  da passagem pelo poder desta classe de arrivistas, trolhas deslumbrados e arrogantes, será umas das páginas mais negras da História desta Nação.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Oscar Niemeyer



Questões complexas, ou a traição aos portugueses


"A simplificação excessiva de assuntos complexos, conduz, inevitavelmente, a mal entendidos que, infelizmente, tendem a persistir ao ponto de serem considerados  verdades demonstradas". Ena cum catano! Pobres de nós, simples mortais ignorantes, incapazes que compreender   aquilo que até o adormecido presidente da república, acordado de uma longa letargia, finalmente percebeu " mas eu não vejo razão para que não seja reduzida a comissão que é cobrada a Portugal pelos empréstimos que recebeu do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira, matéria que aliás penso que já tinha sido falada há algum tempo.Tal como não vejo razão para que não seja alargado o período de reembolso dos empréstimos do Fundo de Europeu de Estabilidade Financeira"


quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

O sonso



Portanto para este abestunto, os portugueses além de desempregados, naturalmente porque não querem trabalhar, ainda são ladrões pelo gozo que lhes dá não pagar títulos de transporte. Esta falta de respeito pelas condições gravosas da vida dos portugueses tornou-se insultuosa.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Natividades


Começou por banir o burro e a vaca, agora são os Reis Magos que teriam vindo do Ocidente e não do Oriente. O melhor é Sua Santidade despachar as novidades, o Natal está à porta, os Crentes estão em palpos de aranha para fazer o Presépio e começam a temer que o próprio S. José, que já não tem uma situação muito regular no contexto de tão Singular Família, digamos assim, afinal também não tenha estado lá....

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Tudo como dantes quartel general em abrantes



"No quadro da resistência do domínio hegemónico do imperialismo, assumem  particular relevo no plano internacional vários países (China RPD da Coreia, Cuba, Laos e Vietnam) que não se integrando no sistema capitalista [sic] constituem objectivamente um factor de contenção dos seus propósitos de domínio planetário" - Teses do Congresso do PCP. Tenho de perguntar aos camaradas quais são os comprimidos que andam a tomar...

Já no plano interno a  tia Maria João Avilez  explicou tudo muito explicadinho, no programa "Termómetro Político" na RTP.  Falou de um PCP previsível e ordeiro e deu-lhe  nota 12,  suficiente quanto baste, agradou-lhe pela certa ter ouvido  Jerónimo de Sousa  dizer "ninguém exija ao PCP que deixe de ser quem é." Temos assim um PCP que reclama para si o que recusa aos outros. A Avilez toda contentinha  até relincha,  les beaux esprits se rencontrent. Tudo está muito bem assim e não poderia ser de outra forma.

domingo, 2 de dezembro de 2012

Concurso Estrelas de Presépio (2)


O Senhor Barbeiro, seguindo uma velha tradição na blogosfera lusa, promove mais uma vez o grande Concurso de Natal 2012, este ano tendo como tema as  Estrelas de Presépio. Aqui este modesto blog pensou cá com os seus botões,  mas onde é que vou agora desencantar uma estrela guia no meio da escuridão deste pais conduzido para o abismo por um asno colonizado por um camelo? E foi então que me apareceu sorridente esta linda estrela com um link para o poema do Alegre na voz do Adriano.
Com os agradecimentos ao senhor Barbeiro pela oportunidade, aqui a deixo sorridente e confiante de não terá concorrência à altura para a destronar do primeiro lugar, nesta exigente prova.

sábado, 1 de dezembro de 2012

Concurso de Natal 2012 - Estrelas de Presépio




Já corre em toda a blogosfera, promovido pelo Sr. Barbeiro da Barbearia do senhor Luís, o grande Concurso Natal 2012 - Estrelas do Presépio sob o lema uma estrelinha que nos guie. O Cirandando viu-se grego, literalmente, para encontrar a sua estrela guia. O resultado emocionante desse encontro será conhecido dentro de poucas horas.

Porque hoje é sábado



Bom fim de semana.