terça-feira, 26 de Abril de 2011

O discurso



Fernando Pessoa escreveu um dia: “Uma nação que habitualmente pense mal de si mesma acabará por merecer o conceito de si que anteformou. Envenena-se mentalmente. O primeiro passo para uma regeneração, económica ou outra, de Portugal é criarmos um estado de espírito de confiança — mais, de certeza — nessa regeneração”

O discurso de Jorge Sampaio foi, na minha opinião, o melhor dos quatro discursos das comemorações do 25 de Abril, numa cerimónia onde, felizmente, até Cavaco Silva fez um bom discurso.

Deixemos a falar sozinhos as vozes de burro  que já esbracejam contra a "união nacional".  A História, que não registará o seu nome, se encarregará de os varrer da nossa memória.


4 comentários:

  1. EStou feito num oito. Nada que uma noite bem dormida não resolva...

    ResponderEliminar
  2. O António Barreto disse, ontem, na SIC Notícias, o que se impunha quanto a esses papões de unionismos fictícios.
    Mas gabo a pachorra da Querida Ariel, ouvir a discursalhada em desbragamento pletórico!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Amiga
    És uma Santa para teres paciência para ouvires o discurso todo, eu sei que é preciso estarmos atentos, mas há dias que não suporto ouvir esses papa reformas.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. não vi nada da cerimonia... ressaca da Páscoa.

    ResponderEliminar