quarta-feira, 5 de outubro de 2011

5 de Outubro


Estou aqui que nem posso à espera do iminente discurso do Presidente sobre o estado da República...

12 comentários:

  1. Cara amiga,
    O homem falará, falará e nada dirá.
    Sobre a madeira ficará calado para não se comprometer...
    Sobre o governo ficará calado para não denunciar
    a satisfação...
    Sobre o desemprego, o desespero e a fome, nada dirá...
    Porque aqui, AQUI NO PASA NADA como diriam os espanhóis

    ResponderEliminar
  2. Nada de ânsias, nervosismos, inquietações...
    O tempo está quente e nada melhor do que beber água fresca ao pôr do sol, passear longamente à beira mar e esperar que o discurso acabe enquanto nos fica na memória a brisa fresca que vem do norte...
    No dia seguinte é da brisa que nos virá a força de ser português hoje e aqui...

    ResponderEliminar
  3. O caro amigo João Quitério até parece que era bruxo...foi tal e qual como disse. Não houve uma palavra, um estimulo, uma esperança, um desígnio. Nada.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Querido Fernando, não sei se a brisa nos virá dar força, mas não se perde nada em pensar que sim...

    beijo

    ResponderEliminar
  5. Ariel
    Até o galo canta de olhos fechados.
    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  6. dise umas série de banalidades e reproduziu o discurso oficila do governo.

    ResponderEliminar
  7. E não nos alegra, Adélia.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Lino,

    Essa está de morte!!!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Ora nem mais Daniel, um discurso indigente.

    ResponderEliminar
  10. Espero que não tenha sentido o mesmo mal estar que sentiu com o leitão do post acima...

    ResponderEliminar
  11. Aí o Nogueira leva a palma, Carlos...

    :))

    ResponderEliminar